imagem PLAYLIST PARA A EQUILIBRAR A GLICEMIA

Se até Usain Bolt, o homem mais rápido do mundo, e Michael Phelps, o nadador olímpico que dispensa apresentações, utilizam a música para buscar a motivação e concentração que precisam ter em treinos e competições, por que nós não podemos fazê-lo também?

usain-bolt-387893_960_720Cada vez mais a ciência estuda os efeitos da música na motivação de atletas de ponta e os resultados são impresionantes: Costas Karageorghis, um consultor de psicologia do esporte da Universidade de Brunel,  Inglaterra, afirma que “Muitos atletas se apegam à música como se fosse uma droga lícita, utilizando-a como estimulante ou sedativo”.

Teclado 02Como músico, sou suspeito para falar da importância desse estímulo a mais durante meus treinos que me auxiliam no tratamento do diabetes, mas é cada dia mais evidente que para muitos atletas, a música representa um fator motivador de respeito. Basta se lembrar dos nadadores que, durante as olimpíadas Rio 2016, chegavam à área de competição exibindo grandes headphones para constatar que esse recurso tem sido usado com bastante frequência por quem quer ter uma boa performance no esporte.

MICHAEL PHELPS LEVA 20º OURO OLÍMPICO NOS 200M BORBOLETAPortanto, fico bem à vontade para afirmar que, no meu tratamento e rotinas com o diabetes, a música tem um papel fundamental para manter a pegada e a motivação nos momentos mais duros.

Aqui no blog Diabetes Esporte &  Natureza, alguns amigos me perguntam com alguma frequência, sobre o que me mantém motivado a realizar minhas atividades físicas e a cuidar de minhas glicemias tendo o esporte como aliado. Pois esclareço que além de um trabalho mental forte e constante, encontro na música uma grande aliada: ela me ajuda a me concentrar e aproveitar cada esporte que pratico, além e dar aquela empolgada nos momentos em que motivar-se é algo mais complicado.

20170731_092335A escolha das músicas é uma questão fundamental para que tudo dê certo na hora do treino, por isso criei várias playlists e as utilizo de acordo com a emoção que preciso despertar para que a atividade ocorra em perfeita harmonia com o ambiente e meu estado de ânimo.

Atualmente, com os serviços de streaming e o recursos como o Youtube, disponíveis a todo mortal que possua um smartphone, ficou mais fácil criar suas próprias listas de músicas, escolhendo as preferidas para dar aquele gás e não deixar a peteca cair.

Por essa razão, decidi publicar aí abaixo, algumas das músicas que não deixo faltar a cada treino. Nas minhas playlists rola de tudo, mas há algumas mais comportadinhas, elaboradas por gênero e nesse primeiro post sobre o assunto, coloco as principais para que vocês possam começar a usar esse recurso com o pé direito.

Como curto muito trilhas sonoras de filmes, fica aí a dica de 15 músicas de filmes clássicos dos anos 80 aos 2000, bem ecléticas com ênfase em Pop/Rock e que fazem a cabeça dos “jovens” entre 35 e 45 anos de idade, mas que a garotada também curte. Nem precisa falar que elas me dão aquela empolgada e abrem um sorriso do início ao fim das atividades esportivas…

São elas:

  1. Gonna Fly Now – Bill Conti (trilha da série de filmes “Rocky”);
  2. Going the Distance – Bill Conti (trilha da série de filmes “Rocky”);
  3. Eye of the Tiger – Survivor (trilha da série de filmes “Rocky”);
  4. Trainning Montage – Vince Dicola (trilha do filme “Rocky IV”);
  5. Mutt – Blink 182 (Filme ‘American Pie”);
  6. Everytime I Look For You – Blink 182 (Filme “American Pie 2”)
  7. All the Small Things – Blink 182 (Filme “Charlie’s Angels – As Panteras”);
  8. Power of Love – Huey Lewis (Trilha de “De Volta para o Futuro”);
  9. Through the Fire – Larry Greene (Filme “Top Gun – Ases Indomáveis”);
  10. Nowhere Fast – Fire inc. (Filme “Streets of Fire”);
  11. Tonight is what it means to be young – Fire Inc. (Filme “Streets of Fire”);
  12. Don’t Stop Believing – Journey – Versão original (com adaptações presentes em vários filmes como “Rock of Ages” e na série “Glee”);
  13. Highway to Hell – AC/DC (Filme “Homem de Ferro”);
  14. Burning Heart – Survivor (Trilha da série de filmes “Rocky”);
  15. You Could be Mine – Guns & Roses (Trilha de “O Exterminador do Futuro 2”)

Essa é apenas uma pequena lista, mas tem muito mais de onde essas sairam e em breve indicarei mais músicas para dar um gás nos treinos, saindo do tum-tchi-tum tradicional das academias e baladas.

Sim, temos que aproveitar tudo o que possa nos empolgar, até mesmo músicas com um estilo menos pop/rock. Algo mais “classudo”, como as clássicas trilhas de John Williams, James Horner, Vangelis e Hans Zimmer podem ser surpreendentes nessa animada que precisamos tantas vezes! 🙂 🙂 🙂

Mas isso é papo pra outra hora!

Divirtam-se com essas no Spotify ou Youtube, baixando em MP3 de lojas virtuais ou até convertendo as músicas do bom e velho CD ou – e por que não –  do empoeirado vinil.

Até a próxima!

Grande abraço,

Daniel Ramalho – Diabeticoach

Blog Diabetes Esporte & Natureza


Assinatura Blog 003 set2017


CHEGOU21616546_507560499604571_3554556279413164762_n

BEM-ESTAR, DESENVOLVIMENTO PESSOAL E RESILIÊNCIA NO TRATAMENTO DO DIABETES!

Acesse www.diabeticoach.com.br

ou clique na imagem acima.


REVISTA ELETRÔNICA

fb_img_1516157692020843411383.jpg

Leia no nosso nº 9! Clique aqui ou na imagem acima.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *