imagem E lá se vão sete anos…

Por Daniel Ramalho

Dançando o 7 019c

Há exatos 7 anos, 09 de julho de 2008, a vida colocava uma nova realidade diante de meus olhos. A princípio tentei negar, não queria acreditar que aquilo estava acontecendo comigo, mas logo essa sensação deu lugar ao medo de morrer. Como me acostumei a reagir diante dos problemas em lugar de me deixar abater, me revoltei: “Como um cara que aproveitava tanto a vida poderia ficar limitado tão repentinamente?” Essa pergunta se repetia incessantemente em minha cabeça.
Até que lembrei de um de meus sobrinhos que tem a mesma idade que eu. Pensei: “Se ele tendo diabetes desde criança sempre curtiu as mesmas coisas que eu, frequentava as mesmas festas, gostava de esportes e curtia a vida tanto quanto eu, por que me limitaria?” E de repente me libertei! Me libertei da prisão que eu mesmo havia criado! Me libertei de meu próprio medo!
Não! Eu não gosto de ter diabetes! Definitivamente não! Mas se há tanta gente feliz convivendo com ela por várias décadas, por que logo eu, tão amante da vida, me entregaria ao desânimo?
04abr2010 PenedoHoje, com certeza posso dizer que minha vida mudou para muito melhor e que a diabetes me fez enxergar que se eu não cuidar de meu corpo, minha mente e meu espírito, ninguém o fará.
Portanto, em um dia tão importante para mim, gostaria de convidar a todos a assistir novamente ao vídeo que fizemos aqui no DIABETES, ESPORTE & NATUREZA no ano de 2014, na ocasião do Dia Mundial do Diabetes: o “NÓS PODEMOS TUDO”.
Por quê? Porque gostaria de ajudar a quem ainda não consegue acreditar que o diabetes não é a morte, apenas uma mudança de prisma, e que ser feliz, com diabetes ou não, só depende de nós.
Há 7 anos, essa se tornou a minha causa e assim será por quantos anos ainda tiver pela frente. Há 7 anos eu me reinventei e gostaria que vocês se dessem a oportunidade que eu me dei.
Assistam ao vídeo, reflitam, compartilhem e façam como disse Fernando Pessoa:
“Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era e se transforme em quem é. Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio. E lembra-te: tudo o que chega, chega sempre por alguma razão”.
E eu tenho certeza que as minhas mais de 15.500 agulhadas, até hoje, me fizeram uma pessoa muito melhor do que a que eu era antes. Pois que venham mais vários milhões de agulhadas! Não me importo, desde que consiga manter meu astral lá em cima e que não me deixe abalar pelas dificuldades! Boraaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Vejam ou revejam o vídeo e vamos mudar nossas vidas para muito melhor!!!!
Vamos que vamoooooos!!!!
Grande abraço a todos!
DANIEL RAMALHO
DIABETES, ESPORTE & NATUREZA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s