MEUS OITO ANOS… DE DIABETES

Por Daniel Ramalho

Há oito anos a vida me deu um tapa na cara. Foi uma bofetada de respeito com direito a dor e efeito emocional: recebi meu diagnóstico de diabetes tipo 1.

Não satisfeita, menos de um mês depois, receberia outra pancada dela, desta vez acertando em cheio a família que havia planejado.

Tinha tudo para me revoltar, sentir pena de mim, questionar minha fé e chutar o balde. E… FIZ ISSO TUDO NA HORA E TEMPO CERTOS!

Logo após, veio a reação, a reconstrução de uma vida e a criação de novos sonhos.

Mas não adianta apenas sonhar: há de se planejar a realização destes sonhos e assim o fiz.

Há oito anos morri. Há oito anos renasci. Há oito anos voltei a sonhar. Há oito anos cresci como nunca, sofri como jamais pensei que sofreria, mas em cinco meses, com minha vida destruída, dei a volta por cima encarando cada fantasma de frente.

Há oito anos a vida me deu a oportunidade de recomeçar. Doeu, mas por tudo que aprendi, valeu muito a pena.

Oito anos depois lido super bem com meu diabetes, tenho uma nova família e, daquele sonho de antes, mantive perto do coração apenas a quem amo incondicionalmente.

Oito anos depois tenho minha pequena Luz em meus braços dançando comigo a primeira quadrilha de São João de sua vida.

Oito anos depois ainda vejo pessoas que criticam quem é feliz e positiva… Isso eu até entendo: felicidade não é apenas uma palavra, mas como mostrei nas linhas acima, é uma CONQUISTA tão especial que nos faz entender quem nos inveja.

O ânimo para travar a luta para ser feliz pode vir de onde menos se espera, até de uma doença.

Há oito anos eu me recusei a me sentir uma vítima da vida, de Deus ou de quem quer que fosse.

Oito anos depois colho os frutos do que plantei.

Obrigado a todos que me ajudaram nesse caminho. Agradeço até àqueles que tentaram me impedir de ser feliz, pois fortaleceram minhas convicções.

Obrigado a todos os que me ajudam a fazer o DIABETES ESPORTE & NATUREZA todos os dias com seus feedbacks e comentários.

Obrigado aos meus amigos e familiares (de sangue e do coração): sem vocês nada faria sentido.

Obrigado VIDA, por não ter desistido de mim: com o que você me ensinou, sinto-me preparado para mais 80 anos de luta. Hahaha.

Um forte abraço a todos.

DANIEL RAMALHO

DIABETES ESPORTE & NATUREZA

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s