imagem FRUSTRAÇÃO X CONTROLE

20151029_151031B

A cada postagem mostrando uma glicemia considerada boa, muitos perguntam o que faço. Fico com bastante receio ao responder a essas perguntas, pois não sou nenhum super-homem ou um exemplo à prova de falhas. Jamais serei e nem almejo sê-lo. Tenho hipos e hiperglicemias com a mesma frequência que qualquer pessoa que controla seu diabetes tem e às vezes também as posto.

Se posso dizer que faço algo diferente do que a maioria, é no tocante à maneira que encaro meu dia a dia, mas nada que seja exclusivamente meu. Apenas encaro os desafios como algo que faz parte da vida, em lugar de perder tempo queixando-me deles. Quem já percebeu a forma com que uma frustração pode nos motivar, certamente concordará comigo.

As frustrações nos derrubam. Isso é fato. O que depende exclusivamente de nós é a decisão de se fazer daquilo apenas um momento de reflexão ou cedermos ao discurso negativo de que “não há nada a se fazer além de lamentar”. Optei pela primeira alternativa e  fiz dela meu mantra, pois a vida me ensinou que sempre cairemos, mas que ficar no chão é uma decisão. Não posso mudar a chegada do diabetes, mas escolhi me levantar: viver caindo, subindo e com a certeza de que cairei novamente. Pode parecer contraditório, mas “levantar-se” considero o conjunto da obra, pois no meio do caminho tombamos e nos erguemos diversas vezes.

É justamente por insistirmos em ignorar as quedas que elas podem se tornar tão traumáticas e parecerem barreiras intransponíveis e definitivas. Não há como prever em que momento virão, por mais que às vezes surjam alguns sinais, mas há como fortalecer nossa mente e nosso espírito através do conhecimento e da prática do pensamento e das atitudes positivas, para que quando a frustração e o medo de seguir adiante nos arrebate a alma, nossa sabedoria e coragem prevaleçam e despertem o guerreiro que cada um de nós temos em nossos corações.

Portanto, torna-se imprescindível cultivarmos os bons pensamentos e nos instruirmos o máximo possível, mesmo diante das dificuldades. Quem o consegue, tem o controle do diabetes e de sua própria vida em suas mãos.

Se eu conseguirei? Não sei. Só o tempo dirá, mas ninguém irá me impedir de continuar tentando.

Vamos pensar e reagir! O diabetes exige conhecimento, atitude positiva e garra!

Busque informações sobre sua disfunção em lugar de ignorá-la ou dizer a si próprio que não é capaz de controlá-la. Você pode controlar, sim! Você pode se controlar também! Deixe de ver a vida com passividade! Não permita que o diabetes aja livremente em seu corpo! Mostre à sua glicemia quem é que manda!!!

VAMOS QUE VAMOOOOS!!!!

Grande abraço,

DANIEL RAMALHO

DIABETES, ESPORTE & NATUREZA


Daniel Ramalho Studio 002 DM1
Daniel Ramalho

Blogueiro, jornalista, pedagogo, pós-graduando em “Educação em Diabetes” e “Psicologia Positiva e Coaching”, esportista amador, músico e ator. Convive com o Diabetes Mellitus tipo 1 desde 09/07/2008. Amante dos esportes radicais com ênfase em Surf, Bodyboard e Skate, além de praticante de ciclismo, natação e trekking, utiliza as atividades físicas como aliadas no controle glicêmico.
Profissionalmente dedica-se à composição de trilhas sonoras, administração escolar e ao jornalismo.


Logo DEN preta 2b

DIABETES, ESPORTE & NATUREZA © Todos os direitos reservados

http://www.facebook.com/diabetesesporteenatureza

http://www.facebook.com/groups/diabetesesporteenatureza

http://www.youtube.com/channel/UCFbpRwQC1m8HXrwOeFk504g

Jornalista responsável: Daniel Ramalho

Contato: diabetesesporteenatureza@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s